CONTADOR DE VISITAS

terça-feira, 28 de maio de 2013

Sêneca em Da Tranquilidade da Alma #1

"É preciso frequentemente recolhermo-nos em nós mesmos: pois a relação com pessoas diferentes demais de nós perturba o nosso equilíbrio, desperta nossas paixões, irrita nossas restantes fraquezas e nossas chagas ainda não completamente curadas.
Misturemos, portanto, as duas coisas: alternemos a solidão e o mundo. A solidão nos fará desejar a sociedade e esta nos reconduzirá novamente a nós mesmos; elas serão antídotas, uma à outra: a solidão curando nosso horror à multidão, e a multidão curando nossa aversão à solidão".

Sêneca
Da Tranquilidade da Alma

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...