CONTADOR DE VISITAS

segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

O que eu entendi das palestras sobre: “POLÍTICAS EDUCACIONAIS CONTEMPORÂNEAS E OS IMPACTOS NA FORMAÇÃO E NO TRABALHO DOCENTE”



PALESTRAS: “POLÍTICAS EDUCACIONAIS CONTEMPORÂNEAS E OS IMPACTOS NA FORMAÇÃO E NO TRABALHO DOCENTE”

Olinda Evangelista – UFSC

Jefferson Mainardes - UEPG



1ª Palestra

Olinda Evangelista- UFSC



O que a Palestrante enfatizou que se destacou para mim, como ouvinte?



Que as reformas estabelecidas pelo governo no Brasil, com o intuito de melhorar a educação a pobreza e em geral o ser humano, está muito vinculada a figura do professor(a) e a escola, como que se tudo pudesse ser resolvido apenas na escola, mas é colocado que é impossível o professor dar conta de ser um bom professor e cuidar de outras questões necessárias para uma sociedade em transformação e que seu governo deseja nivelar -se ao primeiro mundo.

Ela vê nesta relação uma precarização da escola, pois esta passa há não ser mais apenas o local que se adquire o conhecimento para saber e discernir, mas o local onde está a salvação para todos seus problemas.



2ª Palestra



Jefferson Mainardes – UEPG



Das 131 políticas educacionais no até final do governo Lula, o palestrante citou 3:



*IDEB

*Prova Brasil

*Provinha Brasil




Políticas de resultados

O processo de analise é complexo e de difícil análise, pois apresentam diagnósticos que trazem consequências negativas, por exemplo:

 Competição entre escolas;

 Estratificação de escolas, alunos e professores;

 Processos de exclusão de alunos;

 Avaliação e responsabilização pelos resultados



Os impactos do IDEB na vida escolar:

 Alteração no currículo escolar, isto é, o currículo passa a ser voltado para as provas de avaliação;

 Ênfase social e não justiça social;



Consequências:

 Preparação para as provas;

 Começa o interesse do governo em não reter muitos alunos em ciclos ou séries;

 Professores com pouca autoestima

 Padronização da rede de ensino;

 Uma ideia falsa de que a educação pública está melhorando

 Professores que no IDEB tem baixas notas, não recebem gratificação.



Isto tudo demonstra que a pesquisa feita pelo palestrante mostra uma política educacional igualmente voltada para responsabilizar o professor e a escola pela decadência do ensino.

----------//----------



Ambos palestrantes falam que essa política de resultados e não de qualidade, prejudica a todos, afinal podemos obter bons números em uma pesquisa através de provas e etc., mas na verdade não está representando a realidade escolar. Alem de responsabilizar apenas o final, isto é, responsabilizar professor e escola e isentando o governo da falta de repasse de verbas, poucos instrumentos de estudo nas escolas (bibliotecas, laboratórios...) e baixa remuneração dos professores (que na maioria das vezes não conseguem atualizar-se por falta de recursos).



Fim!






Um abraço

Obrigada

E-mail: erica.macleo@gmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...