CONTADOR DE VISITAS

sexta-feira, 12 de outubro de 2012

O MERCADOR DE VENEZA - SHAKESPEARE e O AUTO DA COMPADECIDA - ARIANO SUASSUNA

Fiquei surpresa ao ler a peça teatral de Shakespeare "O Mercador de Veneza" (http://www.ebooksbrasil.org/adobeebook/mercador.pdf) e descobrir a semelhança com a obra (em uma passagem) com  "O Auto da Compadecida" de Ariano Suassuna escrito em 1955 (também uma peça teatral).

Bom, primeiro, tenho que dizer que não li o livro do Suassuna, na verdade eu vi o filme baseado em sua obra e acredito que o filme não iria ter anexado por livre espontânea vontade uma passagem de "O Mercador de Veneza".
Um dos personagens do Suassuana (no filme) tem um compromisso de uma dívida (acho que era uma dívida, não estou lembrando agora), e se não cumprisse este compromisso, o outro (o credor) poderia arrancar uma (tira de couro) do devedor, isto é, um pedaço de pele. E há um contrato, no qual o devedor não consegue cumprir e no ato de perder um "pedaço" seu...o seu amigo lhe salva com o argumento que no contrato só diz que o credor só poderá tirar uma "tira de pele" e não tem direito a uma gota de sangue, o que faz com que seu amigo seja salvo.
Pois é, no "Mercador de Veneza" também tem um contrato, onde o credor pede um libra (mais ou menos 450g) de carne do devedor se não for cumprido o contrato. Com o mesmo argumento o devedor é salvo.
Semelhanças a parte, O mercador de Veneza (escrito entre 1596 ou 1598, não se sabe ao certo) é muito interessante, pois ele mostra como a esposa rica e submissa na verdade é ardilosa e inteligente o bastante para salvar o amigo de seu marido, até foi uma grande descoberta na obra de Shakespeare, ver que as mulheres são pessoas fortes e buscam seus ideais mesmo na maioria das vezes sendo obrigadas a se vestir como homem para mostrar seu valor, o que na verdade, não desmeresse nenhuma delas, porque na época as mulheres eram tratadas como frágeis e doces. Mas das 18 peças que li, vi ao contrário...vi mulheres que mostraram força e inteligência.
No mínimo, mostra que Shakespeare era observador.
Se alguém leu a obra de Suassuana e puder me dizer se esta passagem do filme está na peça, vou ficar bem feliz...quando eu encontrar este livro vou direto nesta parte.
Se alguém me informar, ou se eu mesma encontrar este livro, vou confirmar aqui....

Um comentário:

  1. Rsrs. Bem. Eu também vi esse plágio descarado no filme que reproduziu a obra de Suassuana. A mesma questão contratual aparece nos dois filmes. Fiquei surpreso.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...