CONTADOR DE VISITAS

sábado, 25 de fevereiro de 2012

O QUE É "SER INTELIGENTE"?



Entrei na internet, mas estava cansada, pois a internet se torna depois de um tempo muito cansativa, eu me sentia vazia enfrente ao computador, parecia que ela não podia oferecer-me o que eu buscava, queria saber algo, conhecer, aprender, mas me faltava a palavra de busca.
Acho que é por isso que ainda busco os livros...

Depois de dar uma olhada no facebook e perceber que as pessoas mais populares não são as mais inteligentes, mas sim aquelas que dizem saber tudo, pois afinal os seguidores sabem muito menos, veio uma dúvida: o que deve saber uma pessoa inteligente? O que é ser inteligente?
Então comecei a pesquisar no google as respostas.


Encontrei muitos artigos, reportagens, passo-a-passo, dicas de livros, mas eu queria saber o que as pessoas mais comuns achavam ou acreditavam que era um fator para indicar inteligência.
Segue algumas que achei interessante, logo após a Fonte:


1ª) “Howard Gardner descreve 7 tipos de inteligencia, com aptidões diferentes; fora isso há a inteligência emocional (QE).
Acho que não tem nada a ver ser inteligente, com ser confuso, complicado ou deprimido. Talvez se a pessoa for um gênio tenha mais dificuldade de encontrar pessoas no mesmo nível, se relacionar e isso possa lhe causar problemas, mas precisa ser tipo Einstein.
O assunto não é tão simples. Fiz um TCC sobre isso.
Dizem "que o sol ilumina a todos e se cega com a própria luz!"
O que pesa, independente do QI é o QE.
Na emoção todo ser balança...ou seja quando há envolvimento. Se alguém analisa a situação alheia pode solucioná-la, mas quando é a sua tem dificuldade, pois nesse caso a razão nem sempre fala mais alto.
Ser esperto pressupõe algo de momento, de uma determinada situação, seria a prontidão da inteligencia. Sintonia fina entre momento/oportunidade e inteligência.”
Santista


Indico que seja lido as outras opiniões no link abaixo:
http://br.answers.yahoo.com/question/index?qid=20060804193051AATrVAC


2ª) “SIM! isso é possível, e o gênios.com vai dar umas dicas: - Seja eclético [TENHA VÁRIOS ESTILOS DE: música, filmes, programas de tv, alimentação, lazer, livros e tudo que tiver muitas opções...seja o famoso pau pra toda obra]- Não discuta nada que você não tenha certeza. ..- Não discuta sobre: política, religião, opção sexual e futebol. E quando for inevitável,sua posição tem que ser sempre de mediador. SEMPRE...- Se você quiser chamar ainda mais atenção, leia obras filosóficas como passatempo...”



Vale a pena ler o resto do artigo é curtinho, básico, fácil de ler e comprender, acho que até vou seguir as dicas, segue o link: http://geniospontocom.wordpress.com/2008/11/07/dicas-para-ser-mais-inteligente/


A dica é: coloca as frases no google...“como ser inteligente?”, “o que é ser inteligente”, “o que devo saber para ser inteligente” etc.


Não sei se vai fazer você ficar mais inteligente, mas que irá dar umas risadas ou até aprender algo para disfarçar que você não é um gênio. Isso eu garanto que vai conseguir.

quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

1982 - E.T.


Neste feriado de carnaval tive o prazer de rever um filme famoso em 1982, "E.T.", fiquei assistindo com atenção, e de repente, comecei a analisar alguns costumes e reações de 30 anos atrás.
O que reparei, é que após observar portas abertas em filme americano (o que é de costume), e crianças e adolescentes correndo com facas na mão com a mãe de um deles para ver o que havia de estranho em um pequeno galpão nos fundos da casa, além depois do menor, que fica dormindo ao relento escondido da mãe para ver o que tinha lhe assustado.
É... parece que as pessoas eram menos temerosas, menos cuidadosas, mas sobreviveram, e o que mostra que nessa epóca a maior preocupação não era que o filho se machucasse com uma faca, ou que um ladrão com arma de fogo poderia sair dando tiros naqueles meninos e na mãe, o maior medo é que vindo de outro planeta um E.T. pedisse para usar o telefone.

domingo, 19 de fevereiro de 2012

MATERIAL PROVA DO MAGISTÉRIO DO RIO GRANDE DO SUL (alguns)

1) PROFESSOR REFLEXIVO EM UMA ESCOLA REFLEXIVA, ISABEL ALARCÃO

http://www.firb.br/txts/txts14.htm

2) A DIVERSIDADE DA PSICOLOGIA: UMA CONSTRUÇÃO TEÓRICA. EDNA CABBALE.
http://psicologia-fundamentos.blogspot.com/2008/12/diversidade-da-psicologia-uma-construo.html

FIDEL CASTRO

Fidel Alejandro Castro Ruz, nasceu em 13 de agosto de 1926.
Fidel após permanecer 49 anos no poder, passa para seu irmão o governo de Cuba. Ele foi um ditador ou um grande líder? Somente conhecendo a historia dele e do povo Cubano, cada um pode tirar sua própria conclusão. Quando Fidel Castro subiu ao poder em Cuba, esta ilha era dominada pelos Estados Unidos, era usada como diversão e exploração que denegria a imagem dos cubanos. Fidel mudou tudo isso, fechou e mudou o modo de vida dos cubanos, foi bom por muito tempo, mas as dificuldades com a falta de alguns produtos que eles não tinham. Embora ele tenha priorizado a saúde, a educação, as coisas não forma suficientes. E com o mundo cada vez mais capitalista, as coisas se dificultaram a cada dia. Podemos dizer que uma das principais coisas que Fidel fez está em uma frase que está no aeroporto José Martí. “Esta noite, milhões de crianças dormirão nas ruas do mundo. Nenhuma delas é cubana”.
Na infância sempre foi muito estudioso, por ter uam família rica em Cuba, estudou no Chile, mas não teve regalias embora tenha estudado em escola de pessoas abastadas, ele não foi tratado diferente ou melhor, e em algumas fases passou fome porque o dinheiro que seu pai enviava era desviado, mas com todas dificuldades ele nunca desejou voltar para o conforto de sua casa e abandonar os estudos. Voltou para Cuba para fazer direito e foi quando começou a despertar seu lado revolucionário ativo, abraçou a filosofia comunista e suas atividades começaram a travar “brigas” com o governo cubano e com o imperialismo norte-americano que explorava Cuba.
Já em 1947pensou entrar no quartel Moncada para tomá-lo.
Sua oratória já estava em destaque e fazia convencer a todos que o ouviam. Lutou também por outros países, como a República Dominicana (sem sucesso), Bolívia

Continua...

quinta-feira, 2 de fevereiro de 2012

RAZÃO X DESEJO



A racionalidade nos dá um artíficio necessário para escapar das "táticas"

do nosso lado emocional, pois a razão é aquela que podemos dizer "a consciência" das decisões que tomamos.

O desejo se manifesta de modo contrário da razão, ele vê no ato o seu querer realizado, não importando-se como isso terá resultado em sua vida. É apenas uma busca da realização do momento, não há avaliação das consequências.



Mas todo ser humano, é dotado de capacidade de raciocinar e todo ser humano não é imune aos desejos que pertence a classe de todos seres vivos: a satisfação das suas vontades.

O que podemos dizer sobre a relação entre razão e desejo é que possuímos a capacidade de harmonizar essas duas atividades de nossa alma, e claro, usando a própria racionalidade.

As descobertas, as mudanças, enfim, todos os fatos que mudaram o mundo através da história está ligado ao desejo, pois é ele que inibe o medo, pois quem quer, quer e não tem medo de enfrentar por estar dominado de um sentimento de liberdade e impulso para realizar as façanhas que muitas vezes nossa razão por ser um medidor e controlador de atos desconhecidos, não permite arriscar em algo que possa ser um risco de midificar o percurso da vida.

A razão nos limita e nos dá a informação de que se algo sair errado, podemos não ter mais a vida que levamos, podemos não ser mais vistos como sempre fomos vistos, ou ainda, podemos estar sendo percebidos como um risco para os costumes da sociedade em que vivemos.

O desejo nos diz que temos de nos modificar, que as coisas não podem continuar da mesma forma e que a monotonia pode ser um cárcere para a alma.

A alma instiga, reage e tenta não se manter presa a dogmas. Mas o que está fora de nós é um dos pontos que intermediam com a razão.

Por fim, temos que entender que querer separar a racionalidade do emocional, do desejar, é um objetivo sem fundamentação concreta, pois ser apenas racional, irá sempre limitar a estabilidade, logo, não acrescentará nada a vida humana, e viver só para satisfazer seus impulsos, seus desejos, também é atirar-se em um precipício, pois é semelhante ao suícidio, onde a perda de consciência e perdas do medo que nos mantém vivos além do que a raça humana costuma viver.

Concluimos que a necessidade de ponderar e moderar nossos atos são necessários tanto para evolução da raça humana, quanto para a preservação da própria espécie.

DIAS DE CHUVA EM PELOTAS/RS - REGISTROS EM JANEIRO DE 2012
















AV.FERNANDO OSÓRIO - PELOTAS - RS (REFORMAS)













Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...