CONTADOR DE VISITAS

terça-feira, 19 de junho de 2007

Fundamentação da ética

O GRITO - Edvard Munch

Pelotas, 04 de setembro de 2006
Fundamentação em Ética.
1)contratualismo: egoísmo
Hobbes é quase moral
"eu vou fazer ação se ela interessa para mim"
kant é um contratualismo moral
o ato para ser moral deve ser voluntário
biologia: genegoista =procura na genética, o ato, impulso de agir egoistamente.
2)utilitarismo:
ação é justa se trazer melhores conseqüências para o maior número de pessoas

3)kantismo:

princípio imperativo categórico {universalizabilidade; não –instrumentalização
4)ética das virtudes:

juízo moral { Subjetivo ; motivo

Indeterminação na deliberação
Com a phonesis eu decido com um ponto de vista moral o que é bom naquela situação.

Peter geach

Homem bom{Descritivo; Aprovação moral

As quatro virtudes cardeais:

Temperança
Coragem
Prudência
Justiça

Na modernidade não teremos como ética das virtudes

Utilitarismo- razão instrumental
- não há ponto de vista moral
- teleologico: bem →dever
- soma: felicidade
miséria

kantismo- razão moral
- ponto de vista moral
- deontológica: dever →bem
onora o’neil
deveres:
- perfeito - obrigado - não devo mentir
- imperfeito – caridade – doar alimentos
Pelotas, 11 de setembro de 2006
Como fundamentar os juízos morais =não tradicionalista e não naturalista = juízo moral (absolutas)

a)moral tradicionalista = fundamentação absoluta fora do sujeito→ ter de :dever
ordem da phisis
ordem divina
problemas
natureza dos juízos morais:
pretende universalidade mas parte de uma concepção de bem (que parte de um particular)
ex: tortura
é uma falácia, porque uma concepção a partir de bem é sempre particular
esfera moral = julgamento moral
sentimento morais
não são bons critérios para julgar moralmente
estão de acordo...

2)juízo moral:
faz uma adequação entre a regra e o ocaso
faz a ligação entre o universal e o particular
regra =universal
ocaso =particular

3)princípio moral:
dignidade humana

2)qual a característica da norma boa
é boa porque Deus criou
Deus criou porque é boa

3)multiplicidade de crenças:...

4) premissa utilizada não é fundamentada
é um erro lógico confundir fatos e normas.
B)moral naturalista
Fundamentação na natureza humana
Fundamentação absoluta de ter de (dever)
Falácia descritivista: fundamenta aquilo que deve ser feito, por aquilo que é; inferência dos juízos morais a partir dos juízos factuais
fatos→ normas
ex: prazer é bom { satisfação

c)moral moderna
juízo moral absoluto independentes da autonomia

1)contratualismo (Hobbesiano): o que determina a melhor conduta?
Contrato
Egoísta - auto interesse
Egoísta - razão: instrumental
Quem decide é a maioria →regra pela maioria

Problemas
1)calculo→ é melhor aparentar moralidade
2)como garantir a observação das regras sem uma consciência moral→ direito penal
3)pensar indivíduo como calculador instrumental→ usar a razão calculativa

2)utilitarismo
princípio do utilitarismo =maior satisfação (bem-estar, felicidade...)
Pelotas, 18 de setembro de 2006
Xerox = investigação sobre o entendimento humano sobre os princípios da moral.
Apêndice 1, 2, 5,9 e apêndice I


1)UTILITARISTA
fundamentos sobre não tradicionalista e não naturalista→ ser bom/a partir da aceitação geral→ emoções (sentimentos) como o que fundamenta o juízo moral{
Agente egoísta: auto interessado
O subjetivismo ético
X é bom
Eu aprovo x
Eu não aprovo x
Falibilidade
diversidade

Útil: traz o melhor resultado para a maior parte das pessoas
Utilitarismo = as emoções fundamento o juízo moral→ Aumentar prazer, diminuir a dor
duas questões →determinar o que é bom
→determinar que ação é correta→ correção
1)hedonismo=
felicidade é única coisa que importa
bom = útil =aquilo que traz felicidade = satisfação _bem-estar} mais prazer e menos dor
2)teleologica=
prioridade do bom sobre o correto
maximização do prazer} redução da moral a soma de dor e prazer
deliberação no utilitarismo é deliberação sobre os meios e não sobre os fins
3)princípio utilitarista
útil que traz melhor satisfação
4)princípio escolha racional
agente moral :calculo de risco
5) princípio do sacrifício
melhor beneficio para a maioria
6)consequencialismo
critério de correção dado pelos melhores resultados
ação:
→prognostico =conseqüências possíveis
→escolher instrumental com valores
relação instrumental com valores ação →valores} instrumental
não é rigorista e não é formalista
7)imparcialidade
pensa através de um espectador imparcial (ponto de vista de todos)
os códigos morais podem mudar, as mulheres a 200 anos atras a prazer sexual era mais em relação a dor que ao prazer. Freud publiciza a sexualidade feminina a partir do século XIX para XX
toda a ação é possível?
→direito
→justiça







Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...